Como está o mercado imobiliário em 2022?

6 minutos para ler

O ano de 2022 está marcado por uma característica principal: o fim da pandemia. Os lugares estão abertos e lotados, as máscaras já não são mais necessárias, entretanto, as marcas do COVID-19 ainda permanecem. Esses resquícios atingiram o mercado imobiliário que, atualmente, possui características que se diferem bastante do que era antes. Dessa maneira, conhecer essas tendências do mercado imobiliário é muito importante para quem quer comprar uma casa própria ou começar a investir nesse ramo. 

A forma como está o mercado imobiliário ditará quais as próximas ações que devem ser feitas para que não haja perda de dinheiro nesse empreendimento e para que o aproveitamento do potencial deste imóvel seja muito bem explorado, sem que nada seja desperdiçado.  

Para investir no mercado imobiliário de 2022 é preciso fazer algumas análises para verificar se realmente vale a pena. | Foto: Freepik.

Qual é a tendência do mercado imobiliário para 2022?

Existem algumas características dentro desse mercado de imóveis que estão sendo percebidas dentro das grandes maioria dos novos imóveis e que estão rendendo um bom lucro para os investidores do ramo. 

Caso a compra do imóvel seja para uso próprio, essas tendências do mercado imobiliário podem (e devem) ser adaptadas para as necessidades de quem fará uso do imóvel, entretanto, é interessante ficar de olho nessas características pois elas são extremamente úteis no dia a dia atual. 

Eficiência e aproveitamento de dinheiro 

A pandemia agravou uma crise econômica que já vinha acontecendo no Brasil há um bom tempo. Assim, o preço dos materiais ficou ainda mais caro e, por isso, menos acessível. Com isso, para conseguir construir uma casa e vendê-la por um preço adequado, alguns cortes na quantia de dinheiro destinada aos materiais tiveram que ser feitos. 

Por isso, uma das tendências do mercado imobiliário de 2022 é mesmo a criatividade, ou seja, o aproveitamento de materiais para diversos usos, de maneira a reduzir a quantidade necessária, assim como explorar as diversas formas de uso que um material pode ter. Essa é uma tendência até positiva quando olhada pelos olhos da sustentabilidade. 

Escritórios 

Uma geral pós pandemia é o uso do home office, ou seja, muitas empresas estão optando por ter colaboradores produzindo em casa por acharem essa uma ideia adequada para diminuir custos e aumentar a produtividade. Essa tendência, nesse sentido, adentrou o ramo de mercado imobiliário e fez com que os novos imóveis precisassem pensar em como trabalhar em casa.

Assim, é inteligente produzir e investir em imóveis que tenham um cantinho de trabalho, seja um bom escritório ou algum lugar separado em algum cômodo da casa destinado para o home office. O importante, nesse sentido, é que esse local seja tranquilo, arejado, claro e sem barulho, com o intuito de haver o aproveitamento total nesse espaço de trabalho. 

Tecnologia

A tecnologia é algo que está sendo cada vez mais desenvolvido, barateado e difundido. Atualmente, o mundo digital invadiu a rotina da maioria das pessoas, uma vez que ele traz uma comodidade muito grande na hora de resolver um monte de situações cotidianas. Pensando nisso, é preciso se perguntar: “como a tecnologia pode fazer parte do mercado imobiliário e, assim, chamar mais consumidores?”. 

A resposta para essa pergunta é relativamente simples e, com um bom planejamento, a execução dessa ação de colocar tecnologia dentro dos imóveis pode ser até barata. O mundo digital pode ser colocado nas luzes (desligamentos por voz, por exemplo), nos aparelhos de som (em que o dono da casa pede uma música e ela toca ou define alarmes e lembretes e a cada aviso) e em muitos outros detalhes. 

Móveis planejados e imóveis de médio e alto padrão

Atualmente os consumidores estão procurando praticidade. Por isso, muitos dos imóveis já estão equipados com móveis planejados. É legal que esses imóveis acompanhem o estilo da casa para não destoar do que procura um interessado. Além disso, é interessante deixar estes móveis mais “neutros”, de forma a se adequar a vários gostos e, assim, não ser um motivo de desinteresse. 

No mais, uma outra tendência dos imóveis atuais é de serem de alto e médio padrão. O mercado imobiliário está mudando e as casas e apartamentos precisam acompanhar o novo gosto da sociedade. Dessa forma, os novos imóveis estão apostando em um visual mais moderno e contemporâneo. 

Empreendedorismo é uma das tendências do mercado imobiliário

Se tem algo que a pandemia deixou escancarado é que existem situações que são completamente imprevisíveis e que, de um dia para o outro, qualquer um pode precisar correr atrás de uma renda extra. Assim, o empreendedorismo foi algo que cresceu bastante nos últimos anos e, novamente, essa tendência chegou ao mercado imobiliário. 

No mercado imobiliário, essa características dos imóveis ficaram claras através das chamadas “fachadas ativas” que estão mais presentes em casas e correspondem a um cômodo virado para a rua em que é possível montar um negócio, uma pequena empresa. É legal que esse cômodo também seja “neutro”, uma vez que não é possível prever qual será o empreendimento que será desenvolvido naquele ambiente. 

É um bom momento para comprar imóvel em 2022?

A resposta para essa pergunta é: depende. Os especialistas afirmam que os investidores devem pensar muito bem antes de adquirir esses imóveis. Isso porque a tendência do mercado imobiliário é de subida crescente de preços, sem previsão de valorização nesse ramo.

Entretanto, investidores que estão entendendo o mercado e aplicando dinheiro em um lugar com características que estão sendo procuradas pelos consumidores estão se dando muito bem. 

Dessa maneira, é necessário pensar e analisar bastante se o investimento vale ou não. Esse quadro altera-se caso o imóvel comprado seja para uso próprio, uma vez que a decisão de compra deve sair da realidade financeira e cotidiana de quem está comprando. 

Uma boa alternativa para o preço presente no mercado imobiliário é o investimento em imóveis retomados, que são imóveis perdidos através da falta de pagamento para grandes empréstimos e, por isso, acabam indo venda e o preço deles caem consideravelmente em relação ao mercado. A Resale é, nesse sentido, o Maior Outlet Imobiliário do Brasil, sendo a plataforma brasileira pioneira em imóveis retomados.

Posts relacionados

Deixe um comentário