Como começar a estudar o mercado imobiliário? Veja essas dicas para começar a investir!

7 minutos para ler

O mercado imobiliário trata-se da negociação de terrenos ou qualquer tipo de construção existente no terreno. Esse tipo de negócio é um dos investimentos mais recorrentes no Brasil, já que, a médio e longo prazo, ele pode oferecer para seus investidores retorno ou até estabilidade financeira. Porém, a decisão de investir nesse mercado deve ser pensada, calculada e estudada. Mas como estudar o mercado imobiliário?

Neste artigo, você irá entender como fazer um estudo de mercado imobiliário e por que o investimento nesse mercado pode ser uma atitude economicamente inteligente. Além disso, apontaremos também dicas para que, no momento de investir, você aplique corretamente o seu dinheiro. Confira.

O que você precisa saber antes de começar?

Antes de iniciar seus investimentos, independente da forma que será escolhida, é necessário ter em mente como funciona o mercado imobiliário e a importância de se fazer um estudo prévio. Através desse estudo, você obterá as informações que lhe ajudarão a investir e comprar de forma segura e sem prejuízos.

Essa pesquisa que antecede o investimento também permite que você saiba em que lugar investir, as especificidades e aspectos demográficos da área, as possíveis dificuldades com o investimento. Além disso, tal estudo mostra a existência ou não de possibilidades de valorização do seu futuro imóvel em determinado lugar e o preço de mercado no geral.

Como fazer estudo de mercado imobiliário? | Foto: Freepik.

Para realizar essa pesquisa prévia a respeito do mercado imobiliário e obter respostas confiáveis e eficazes, você pode seguir alguns passos. A seguir, estão descritas as etapas de como fazer um estudo de mercado imobiliário. 

●       Passo 1: Estudo do mercado, de maneira global e local, e sua evolução;

●       Passo 2: Estudo da demanda, ou seja, dos atuais consumidores e clientes em potencial;

●       Passo 3: Estudo da oferta, isto é, seus concorrentes dentro do mercado;

●       Passo 4: Estudo do meio ambiente e da legislação do local escolhido para investir.

Como está o mercado atual?

Como mencionamos no tópico anterior, a primeira etapa do estudo a respeito do mercado imobiliário é pesquisar e avaliar a sua situação atual e as projeções de evolução. Nesse sentido, é importante lembrar que esse setor não é uma concorrência perfeita, isto é, a entrada e saída dentro do mercado imobiliário é instável, os preços não são sempre pré-definidos e os imóveis não apresentam homogeneidade.

Cada imóvel possui características próprias e, na maioria das vezes, os valores são estabelecidos a partir de negociações entre quem oferta e quem procura. Por esses motivos, é preciso estar atento ao cenário geral do mercado imobiliário e a situação do mesmo atualmente.

Devido à pandemia do novo Coronavírus, praticamente todos os setores da sociedade enfrentaram uma crise ou passaram por momentos de perda financeira mesmo que pequenos. Em março do ano passado, auge da pandemia no Brasil, as pessoas já procuravam negociar o valor dos aluguéis. Cerca de 75% dos pedidos foram solicitados por inquilinos comerciais.

Já neste ano, o setor imobiliário foi um dos que apresentou melhor recuperação. A previsão de crescimento desse mercado para o ano de 2021 é de 30%, segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. O mercado imobiliário, que sofria com quedas desde fevereiro de 2020, voltou a registrar alta de lançamentos e vendas.

Confira essas dicas para você começar a investir agora!

Agora que você já sabe como funciona o mercado imobiliário, separamos dicas simples que irão te ajudar a se organizar e colocar em prática todas as informações que passamos no momento de investir em imóveis.

Escolha uma empresa

Se você está decidido a investir em um imóvel físico, procure uma empresa confiável para este tipo de investimento. Essa escolha é muito importante para que você faça uma escolha que atenda aos seus objetivos. Por esse motivo, estude quais são os melhores mercados para se comprar imóveis com bons descontos. Nesse quesito uma boa dica é dar uma olhada nos móveis da Resale, que podem chegar a 70% de deságio!  

Estude as taxas de juros

Outro ponto de extrema importância é analisar as taxas de juros para fazer o melhor investimento. Por meio dessas taxas, você estabelece qual é o momento ideal para comprar ou vender um imóvel. Além do mais, outros índices de construção também podem ser interessantes para avaliar a valorização de um imóvel.

Avalie os melhores imóveis

Os melhores imóveis são aqueles que atendem às necessidades do seu proprietário. Mas como saber qual é o melhor negócio para você?

Fatores como localização, preço, atributos e procura são alguns dos pontos a se pensar. Dificilmente um imóvel distante do seu local de trabalho será ideal para você, ou longe de suas atividades rotineiras. 

Por sua vez, o valor costuma ser um dos maiores determinantes, afinal, nem sempre o preço que está disposto a pagar por algo é o que ele realmente vale. Nesses casos, vale avaliar o custo-benefício: não adianta pagar menos pelo imóvel, mas desembolsar grandes quantias de dinheiro com transporte, por exemplo.

Os atributos de um imóvel físico também podem chamar a atenção, como um imóvel já mobiliado, que você não tenha que gastar com reformas ou armários – que tendem a ser caros. 

Por fim, mas longe de ser menos importante, está a procura. Quanto mais procura um imóvel tiver, provavelmente mais valorizado ele será. Caso pense em comprar um imóvel para vendê-lo mais para frente, vale a pena pesquisar se há ofertas por ele. Se a resposta for positiva, com certeza poderá ter um lucro maior na venda no futuro.

Pense nos aspectos demográfico e geográfico

Por mais que pareça bobo, pesquisar sobre os aspectos demográficos e geográficos de uma região é essencial. Através da demografia, conhece a população absoluta de um espaço – número total de habitantes -, a média de habitantes por km² e os dados estatísticos, como nascimentos, migrações. Isso é fundamental para entender se a região atrai a população ou não atende às suas necessidades.

Já com as noções geográficas, você consegue verificar se o espaço oferece boas condições, se há locais de atendimento essenciais – como supermercados, farmácias, hospitais – e outras informações relevantes.

Planeje-se financeiramente

Não existe investimento sem planejamento. Administrar e preparar sua vida financeira antes de investir em um imóvel físico é muito importante. Por isso, registre suas intenções financeiras ao investir no imóvel e seus ganhos e perdas, para evitar surpresas negativas.

Justamente para te apoiar no processo de investimento em imóveis, a Resale, fundada em 2015, conta com qualidade profissional e parcerias com grandes bancos. A empresa trabalha com venda de imóveis retomados, fazendo vendas diretas com ótimos descontos para seus clientes.

maior-outlet-imobiliário
Posts relacionados

Um comentário em “Como começar a estudar o mercado imobiliário? Veja essas dicas para começar a investir!

Deixe um comentário