Quer investir em imóveis? Saiba como e por onde começar

6 minutos para ler

Você quer se tornar um investidor imobiliário e apostar nesse mercado? Continue lendo para saber mais sobre como se tornar um investidor imobiliário e conferir algumas dicas!

Grandes investidores imobiliários, fundos imobiliários. | Foto: Unsplash.

O que é necessário para se tornar um investidor imobiliário?

Você já pensou em se tornar um investidor imobiliário? Veja a seguir os passos iniciais necessários para você seguir esse caminho!

Liquidez

Se atentar à liquidez do seu imóvel é essencial, ou seja, a capacidade que esse imóvel tem de se valorizar conforme o tempo vai passando, fora a facilidade de ser comercializado novamente e a sua locação.

Custos totais

Fazer uma análise dos custos totais, além do preço do imóvel, também é algo que se deve prestar atenção. Contas como impostos, custos gastos com o cartório e também outros quando for para a locação, como a taxa do condomínio IPTU, seguros, taxas de marinha e também manutenção.

Patrimônio

Evite ao máximo a imobilização de grande parcela de seu patrimônio familiar em imóveis. Faça uma segregação percentual que seja apenas o suficiente para esse setor.

Assessoria Profissional

Busque um corretor de imóveis de confiança, ele poderá te ajudar com todas as suas dúvidas sobre a sua segurança e também risco do seu negócio.

Documentação

É crucial que você garanta a existência de uma análise adequada documental. Dessa forma, você confere se os seus pagamentos estão em dia ou se o seu imóvel tem toda a documentação necessária para a sua venda.

Ativos diversificados

Faça uma diversificação de seus ativos, tente analisar o investimento no seu setor de forma diferentes, como os fundos de investimento imobiliário negociados em bolsa ou também em investimentos por meio de sociedades estruturadas. Sempre consulte os profissionais e empresas que são de sua confiança.

Dicas

Confira abaixo algumas dicas para você entrar nesse ramo:

Dica 1: Reserve dinheiro para poder investir e para emergências

O primeiro passo para que você se torne um bom investidor imobiliário é fazer com que você tenha sempre uma reserva de emergência, que pode ser o valor equivalente entre 6 meses e também 1 ano do seu custo de vida. Essa pode ser a sua salvação na hora de financiar a compra do seu imóvel. 

Fora isso, também construa o hábito de sempre poupar e reservar o seu dinheiro para a entrada do financiamento. Aproveite essa oportunidade de redução de taxa de juros e faça uso do seu saldo de FGTS, além de começar investindo em imóveis na sua planta, que são estratégias perfeitas para que você diversifique os seus investimentos sem ter que mobilizar muito dinheiro.

Uma outra opção para começar a investir são os imóveis retomados, que podem chegar a 70% abaixo do valor de mercado. Descubra mais sobre o assunto aqui.

Dica 2: Faça a identificação dos imóveis com uma maior liquidez

Para que você possa aprender a como se tornar um investidor imobiliário, é importante saber fazer a identificação dos imóveis com maior liquidez. Isso significa saber quais são os que você consegue ter um retorno mais rápido, seja para alugar ou também revender.

Porém, como você pode descobrir isso? Uma dica é sempre observar o comportamento da região em que você vai investir. Um exemplo é, se você pretende adquirir imóveis em cidades grandes, analise o que seria melhor: fazer a compra de grandes apartamentos, porém em áreas afastadas, ou começar com apartamentos mais compactos e localizados em áreas estratégicas, que estão perto de uma grande variedade de comércios e serviços? Pense em qual opção pode te trazer mais benefícios.

É extremamente importante que você invista em imóveis que tenham alta liquidez para que os resultados do seu investimento não demorem a aparecer, e dessa forma, você consiga investir e diversificar a sua carteira de investimentos, deixando o seu patrimônio maior ainda.

Dica 3: Saiba como fazer a vistoria de seus imóveis

Uma das etapas presentes na compra desses imóveis, seja para você morar ou investir, é a etapa da vistoria. Por meio dessa etapa você consegue fazer a comprovação de que o imóvel a ser adquirido está dentro das condições acordadas entre essas partes, e previne as eventuais situações antes da sua compra.

Geralmente, quando você adquire imóveis que são novos ou comprados ainda na planta, existe um documento que leva o nome Memorial Descritivo, que deve ser registrado em cartório por sua construtora. Ele detalha todas as informações sobre a obra e que devem ser conferidas antes de seu recebimento ou da assinatura do contrato.

Caso não haja um Memorial Descritivo, a vistoria deve ser feita sob a orientação de algum profissional na área, e um documento que atesta essa tarefa deve ser produzido e anexado ao contrato da sua compra.

Dica 4: Procure uma boa consultoria

Essa é outra dica muito importante de como se tornar um investidor imobiliário. Estude muito o mercado e converse com as pessoas que entendem desse assunto. Os corretores imobiliários que são devidamente certificados, por exemplo, são capazes de te ajudar a entender o cenário atual do mercado, e como encontrar o seu imóvel ideal de acordo com o perfil de investidor que você tem, além de levar em consideração o seu orçamento e o grau de liquidez das opções que estão disponíveis.

Dica 5: Use sempre a razão, e não a emoção

A última dica é uma das mais importantes. Você deve aprender lidar com a emoção já que se tornar um investidor imobiliário é algo diretamente proporcional a uma boa inteligência emocional.

Por exemplo, não vá comprar imóveis para investir como se fossem se tornar a sua moradia. As suas preferências pessoais são muito diferentes das preferências das outras pessoas. Caso você tenha um carro, uma grande família e prefere morar longe do centro da cidade, deve sempre se lembrar que existem pessoas que moram sozinhas, não tem seu próprio veículo e também precisam viver perto do centro da cidade, perto de onde trabalham.

Por esse motivo é tão importante que você estude o mercado imobiliário e entenda as principais necessidades das pessoas que você pretende alugar. Não seja precipitado e também não faça decisões com base na emoção. O investimento é baseado na razão, e são os números concretos que devem trazer lucro sob todo esse esforço.

continue atualizado
Posts relacionados

Deixe um comentário