Entenda o que é e como funciona o crowdfunding imobiliário

6 minutos para ler

O segmento de um setor imobiliário aquecido nos últimos tempos, tem ganhado cada vez mais os olhares investidores. Porém, os investimentos estão indo além da tradicional venda de um imóvel. Agora, os setores contam com uma nova alternativa: o crowdfundings imobiliário. 

O crowdfunding é como se fosse uma “vaquinha”, pois trata-se de um financiamento coletivo com a finalidade de construir novos empreendimentos. Se você tem dúvidas de como começar a fazer parte da população que investe de forma mais segura e inovadora, explicaremos tudo nesse post. 

Ao longo da matéria, você verá o que é crowdfunding, como ele funciona, quais as vantagens dessa modalidade, quem pode investir, a diferença entre crowdfunding e os fundos de investimento imobiliário e quais são os riscos que o crowdfunding pode trazer. Continue a leitura!

Entenda o que é crowdfunding e como essa modalidade de investimento funciona. | Foto: Freepik.

O que é crowdfunding imobiliário

O crowdfunding já é uma modalidade bem conhecida no Brasil e é muito utilizada para viabilizar projetos de tecnologia ou socioculturais. No entanto, em casos como este, ele não pode ser qualificado como investimento.

As pessoas responsáveis por oferecerem dinheiro para esse projeto, estão fazendo uma doação com a finalidade de ver aquela ideia em prática. Agora sim, podemos afirmar sobre o crowdfunder ser um investimento. 

A lógica é a captação de recursos com vários investidores que financiam coletivamente um novo projeto imobiliário. Em troca, os investidores receberão uma parte do valor geral de vendas do empreendimento.

Como funciona o crowdfunding imobiliário

Essa nova modalidade possibilita que qualquer pessoa invista no mercado imobiliário. Para começar a investir no crowdfund, é preciso realizar seu cadastro em alguma plataforma de crowdfunding imobiliário. São nessas plataformas que são publicados alguns projetos disponíveis para aplicação. 

No entanto, cada projeto possui suas próprias características. Na maioria das vezes, ele informa qual rendimento mínimo que o investidor irá receber, acompanhado de uma rentabilidade projetada. 

Após a escolha do projeto, é necessário fazer uma TED para a conta da plataforma, com o respectivo valor que será aplicado. Essa quantia irá permanecer investida durante o prazo informado em cada empreendimento. 

Vale ressaltar que ao final do projeto todos os investidores recebem o valor investido do rendimento. Em vista disso, é possível dizer que o crowdfunding imobiliário é uma modalidade de investimento mais rápida e flexível, além do seu custo reduzido.

A abordagem é o fator principal para o fechamento de qualquer negócio. Para que ela seja assertiva, é preciso conhecer bem o seu cliente-investidor, as suas preferências, quais os valores que deseja investir e o local de trabalho com os investimentos.

Quais as vantagens dessa modalidade?

O crowdfunding abre novas portas e possibilidades para que o pequeno investidor consiga aplicar no setor imobiliário. Além disso, essa opção é capaz de oferecer rentabilidades superiores às oferecidas pelas aplicações tradicionais do mercado. Por isso, para quem quer começar a investir no mercado imobiliário, com o ganho do crowdfunding, é possível investir em imóveis físicos também.

Confira quais são as demais vantagens dessa nova modalidade de investimento:

–   Possibilita diversificação da carteira de investimentos;

–   Acessível, com um valor mínimo de investimento equivalente a R$ 1000,00;

–   Sem necessidades de pagar altas taxas durante a aplicação;

–   Possui rentabilidade mínima garantida.

Quem pode investir?

Podem investir em um crowdfunding imobiliários aqueles que possuem CPF regular no Brasil. O valor mínimo de R$ 1000,00 é o que faz dessa modalidade uma opção acessível, mesmo para os pequenos investidores ou para aqueles que estão começando agora. 

Qual a diferença entre o Crowdfunding Imobiliário e os Fundos de Investimento Imobiliário?

Depois de entender o conceito e os benefícios que a modalidade de investimento crowdfunding pode agregar, você também precisa saber diferenciá-la dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), pois existe sim uma diferença entre ambos. 

A primeira divergência entre o crowdfunding imobiliário e os fundos de investimento imobiliário é que, enquanto no crowdfunding é possível escolher os imóveis que você deseja investir, no FII um agente é responsável por realizar as definições de quais projetos o seu dinheiro será investido. Entretanto, no crowdfunding é possível observar uma maior autonomia diante dos projetos. 

Outro ponto importante em que eles se diferenciam é na rentabilidade do investimento. O FII, por sua vez, possui uma rentabilidade que varia entre 0,6% e 0,7% ao mês, enquanto no crowdfunding essa taxa aproxima-se de um valor mensal de até 1,5%.

Outro aspecto que podemos citar e que faz com que essas duas propostas sejam divergentes é referente aos valores das cotas. 

Nos fundos de investimento imobiliário, as cotas do investidor são passíveis de negociação na bolsa de valores, o que faz com que o investidor se torne refém da variação do valor da cota, que tende a valorizar ou desvalorizar rapidamente. Já no crowdfunding, a rentabilidade é menos volúvel.

Quais são os riscos do crowdfunding imobiliário?

Agora que você já viu o conceito de crowdfunding, como essa modalidade funciona, quais as vantagens e quem pode investir, está na hora de conhecer o risco que ela pode oferecer aos investidores. 

No entanto, assim como todo investimento, ainda que sejam pequenos, o crowdfunding imobiliário também apresenta alguns riscos. Um deles, é a baixa liquidez, uma vez que alguns imóveis podem não ser tão fáceis de serem comercializados. 

Por fim, não se esqueça que, apesar do seu pequeno risco, essa é uma grande oportunidade para aplicar seu dinheiro sem a necessidade de disponibilizar um valor muito alto, além de obter os benefícios de uma garantia de renda mais simplificada e mais autonomia. 

maior-outlet-imobiliário
Posts relacionados

Um comentário em “Entenda o que é e como funciona o crowdfunding imobiliário

Deixe um comentário