O que é IGPM e como afeta o investimento

6 minutos para ler

Você sabe o que é IGPM? O Índice Geral de Preços do Mercado é um importante fator econômico que afeta diretamente o seu custo de vida e também pode impactar seus investimentos. Esse índice ficou conhecido como “inflação do aluguel” porque normalmente é utilizado para atualizar os preços dessa modalidade de gastos das famílias e das empresas. 

Pensando em esclarecer tudo sobre esse índice, preparamos um conteúdo no qual você pode encontrar:

●  IGPM o que é

●  Para que serve o IGPM?

●  Cálculo IGPM

●  Qual a diferença entre IGPM e IPCA?

●  A importância do IGPM para o mercado

●  Como o IGPM afeta seus investimentos

Índice IGPM: veja como ele impacta seu negócio. | Foto: Freepik.

O que é o IGPM?

Ele é um indicador de preços de mercado calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), órgão da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Além dos cálculos mensais, o índice também gera projeções divulgadas a cada 10 dias. 

Tudo começou com o índice Geral de Preços (IGP), criado em 1947, pela FGV, e que tinha o foco em registrar as variações de preços e matérias-primas agropecuárias e industriais, de produtos intermediários e de bens e serviços finais. A partir do IGP, o IGPM nasceu, juntamente com o IGP-10 e o IGP-DI (Disponibilidade Interna). Todos se diferem pelo período de coleta das informações para cálculo do índice. 

Dessa maneira, ele é composto pela ponderação de 3 outros índices: IPA 60%, IPC 30% e INCC 10%. O valor desse indicador não costuma ser próximo ao mercado, já que ele configura como apenas um índice geral de preços, impactando quem trabalha em indústrias e que podem ter sua produção afetada pela instabilidade do dólar. 

O índice tem como base os preços de itens cotidianos, tais como comida, transporte, vestuário, entre outros, que são monitorados para avaliar a movimentação de valores. Quanto mais alto o preço desses itens, mais o indicador sobe e vice-versa. 

O IGPM é um elemento crucial na macroeconomia do País, portanto, todo investidor deve considerar essa modalidade nos seus investimentos pensando em curto, médio e longo prazo.

Para que serve o IGPM?

Agora que você já sabe o que é, deve estar se perguntando para que ele realmente serve em questões de funcionalidade no investimento. O índice IGPM serve para nada mais do que medir a variação dos preços, obtendo informações sobre se há inflação ou deflação. Ele é bastante oscilante e tende a decepcionar mais rápido do que o IPCA, seja em movimentos de alta ou de baixa. 

Se nesses dados coletados o índice cresce, isso significa que o dinheiro está valendo menos. Um investidor inteligente vai imediatamente analisar esse dado em conjunto com outros para poder ver os movimentos do mercado antes de acontecerem. 

Observe um exemplo: o IGPM de maio de 2018 atingiu 1,38%. Isso significa que alguma coisa impulsionou seu crescimento, já que antes subia normalmente em um valor abaixo de 1% ao mês. Isso significa que a economia que estava estável passou a balançar mais. Claro que não é possível saber exatamente o que vai acontecer no futuro, mas a tendência é que essa instabilidade possa piorar cada vez mais. 

Como o IGPM é calculado

Ele é calculado a cada mês, sendo que o Ibre começa a analisar os preços desde o dia 21 do mês anterior e termina no dia 20 do mês de referência. As áreas em que os preços são avaliados são construção civil, indústria, agricultura, serviços de moradia e varejo.

O instituto calcula três subíndices antes de calcular o IGPM total. Esses subíndices são: PA-M (Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado), IPC-M (Índice de Preços ao Consumidor – Mercado) e INCC-M (Índice Nacional do Custo da Construção – Mercado). 

Todos eles têm pesos diferentes quando se juntam para formar o IGPM, para que assim os setores que mais impactam nos preços ganhem ainda mais relevância do resultado final. 

Qual a diferença entre IGPM e IPCA?

O IGPM, como vimos, não é calculado em si mesmo, e sim por uma média aritmética de outros índices de preços. Dito isso, saiba a diferença entre IGPM e IPCA: 

●  IGPM: é uma taxa medida pela Fundação Getúlio Vargas, que se aproxima mais do mercado e tende a oscilar mais por causa disso. Impacta diretamente no setor de imóveis.

●  IPCA: é a inflação oficial medida pelo IBGE, sendo uma taxa que oscila bem menos e indica de forma oficial quanto o dinheiro está valorizado ou deixa de valer.

A importância do IGPM para o mercado

Apesar de ser difícil que o Brasil tenha uma deflação (contrário à inflação), esse índice é essencial para a economia do País. É por meio dele que temos um forte indicativo econômico nacional e como as frentes políticas, sociais e financeiras estão impactando diretamente a população. 

Quando o número do IGPM cresce além do esperado, o efeito que causará é um fato. Famílias terão suas condições de compra reduzidas, diminuindo assim o consumo do mercado, o que acaba afetando a produção e elevando o desemprego. 

Como o IGPM afeta seus investimentos

O fato é que entendendo o que é IGPM, o índice afeta os investimentos que não estão protegidos contra a desvalorização da moeda, principalmente os que são de longo prazo. Inclusive, alguns desses investimentos podem ter toda a sua rentabilidade comprometida e até parte do patrimônio. 

Imagine que você possui uma aplicação que rendeu 12% no ano, mas o IGPM ou IPCA foi de 10%, por exemplo. Sem calcular impostos e possíveis taxas, na verdade, sua rentabilidade foi de apenas 2%. Entendeu como é importante levar em consideração a inflação na hora de entender a funcionalidade do IGPM e aplicar seus investimentos? 

Veja os tipos de rendimentos na hora de escolher um bom investimento: 

●  Rendimento bruto nominal: valor de quanto dinheiro seu ativo trouxe, sem tirar impostos e inflação.

●  Rendimento líquido nominal: é o que sobre ao descontar os impostos.

●  Rendimento líquido real: é o lucro puro, descontando a inflação e o período da aplicação. 

Agora você já entendeu tudo sobre o IGPM. Sabendo que o índice em outubro de 2021 subiu 3,23% e acumulou alta de 20,93% em 12 meses, percebemos que o País não está em sua melhor forma. Quer ter garantia nos seus investimentos focados no mercado imobiliário, uma das frentes do IGPM? Conheça a Resale, o maior Outlet Imobiliário do Brasil. 

maior-outlet-imobiliário
Posts relacionados

Deixe um comentário