Entenda porquê imóveis retomados são mais baratos e como aproveitar para investir

6 minutos para ler

Você já ouviu falar em imóveis retomados? Os imóveis retomados consistem em propriedades tomadas judicialmente por uma instituição bancária, em razão do não cumprimento do pagamento das parcelas de financiamento do imóvel. Para saber mais sobre isso e conhecer os imóveis mais baratos do Brasil, continue a leitura!

A origem do imóvel pode ser de um financiamento imobiliário ou de qualquer outro financiamento, no qual o imóvel fica como garantia, caso ocorra inadimplência. Com a dívida do pagamento, o banco que fez o financiamento do imóvel pode retomá-lo.

Os imóveis retomados na maior parte das vezes, possuem um valor de compra mais baixo do que o valor normal do mercado imobiliário. Quer entender os motivos que levam os imóveis retomados a terem um valor mais baixo e fazem com que eles sejam os imóveis mais baratos do Brasil? Então, leia este artigo!

Está interessado em casas baratas ou apartamentos baratos? Então, este artigo é perfeito para você! | Foto: Pixabay.

Por que os imóveis retomados pelo banco têm valor mais baixo?

Muitas pessoas assumem o financiamento de um imóvel e acabam não conseguindo cumprir com o pagamento de todas as parcelas. Nessa situação, o banco toma a atitude de retomar o imóvel e colocá-lo para leilão.

Para a instituição bancária, quanto mais rápido o imóvel for vendido, melhor. Por isso, o valor dos imóveis retomados costuma ser menor do que os valores normais do mercado imobiliário, mas lembre-se de que isso não é uma regra.

Agora que você já sabe a razão pela qual os imóveis retomados podem ser considerados como os imóveis mais baratos do Brasil, deve estar interessado em saber como faz para comprá-los. Então, prossiga com a leitura para o próximo tópico que preparamos neste artigo!

Como comprar imóveis retomados?

Os imóveis retomados pela instituição bancária podem ser comprados por meio de leilão, licitação fechada, licitação aberta ou venda direta. Sendo assim, você pode escolher entre quatro modalidades para comprar os imóveis retomados. Veja como funciona cada modalidade a seguir!

No caso da licitação aberta, é possível participar presencialmente e on-line. Nessa modalidade, vence o lance que for mais vantajoso para o banco e que esteja igual ou superior ao preço mínimo determinado no edital. Os eventos acontecem em auditórios ou em ambiente on-line, no site de leiloeiros contratados pelo banco.

Na licitação fechada, você precisa apresentar uma proposta de compra por escrito, depois da publicação do edital. Diante disso, todos os envelopes apresentados serão avaliados e classificados, sendo que, o que conter a melhor proposta e que respeite o valor mínimo de venda, é o vencedor.

No caso da venda direta, ele é realizado após duas tentativas de leiloar o imóvel. Você deve apresentar uma oferta e as condições de pagamento, no preço mínimo de venda que está registrado na página do imóvel de seu interesse. E as condições de compra são: quem fizer a proposta primeiro, preenchendo todas as informações de forma correta, leva o imóvel.

Se você, ao conhecer as maneiras disponíveis para a compra de um imóvel retomado, ficou interessado em investir nos imóveis mais baratos do Brasil, saiba que existem algumas dicas que você deve levar em consideração antes de tomar a sua decisão. Quer saber quais são elas? Conheça o próximo tópico!

Dicas para quem quer investir em imóveis retomados

Os imóveis retomados podem ser considerados como os imóveis mais baratos do Brasil. Isso significa que comprá-los é vantajoso para quem quer investir um valor baixo na compra de um imóvel. Entretanto, antes de adquirir imóveis retomados, você precisa prestar atenção a alguns aspectos.

1. Saiba tudo antes da compra

Quando você decide comprar um imóvel retomado, você está adquirindo um ambiente que já foi utilizado por alguém anteriormente. Então, o ideal é que você estude todo o edital de compra do imóvel e tenha em mente todas as informações sobre impostos, taxas e estado de conservação.

2. Faça um planejamento e priorize imóveis desocupados

O tempo até o novo proprietário poder habitar o local poderá ser demorado, mas, para quem está investindo pela primeira vez, o mais aconselhável são os imóveis desocupados. Vale pensar, também, que a desocupação do imóvel pode ser amigável e não apresentar problemas, porém, dependendo do caso, o ideal é procurar um advogado para auxiliar nesse processo.

3. Analise todas as formas de pagamento

Antes de optar pela compra dos imóveis retomados, você precisa se atentar às formas de pagamento, mesmo que eles possam ser os imóveis mais baratos do Brasil. Diante disso, procure informações sobre o estado de conservação do imóvel, sobre o vendedor, sobre impostos e sobre taxas de condomínio.

Geralmente, a instituição bancária opta pelo uso do valor de venda para quitar todas as despesas que estejam em aberto, como o IPTU e o condomínio.

O valor do imóvel retomado, na maior parte dos casos, precisa ser pago à vista ou por meio de um financiamento com o próprio banco que retomou o imóvel.

4. Faça uma visita ao imóvel antes de fechar a compra

Se o imóvel que você tem interesse não estiver ocupado, é interessante você fazer uma visita antes de efetuar a compra. Se for possível, esteja acompanhado de um técnico da construção civil para identificar possíveis reformas ou reparos.

Caso o imóvel esteja ocupado, você pode avaliar o local por fora e conversar com os vizinhos. Se você perceber que é uma boa oportunidade, pode assumir o risco de ter que lidar com uma reforma interna posteriormente.

5. Pesquise preços e determine um valor máximo de investimento

Você, provavelmente, pode escolher investir em imóveis retomados, graças ao fato deles serem considerados como os imóveis mais baratos do Brasil. Porém, você deve conhecer o valor de mercado do imóvel para avaliar se realmente vale a pena investir em um imóvel retomado pelo banco, visto que você poderá ter que lidar com o risco de ter custos jurídicos e com reforma.

Também analise a localização e o estado de conservação do imóvel, pois quanto melhor esses pontos forem, maior é a chance de existirem pessoas interessadas, fazendo com que o preço suba bastante a partir do lance mínimo. Em razão disso, é imprescindível que você decida qual é o valor máximo que pode pagar.

Esperamos que, com a leitura deste artigo, você tenha entendido tudo sobre imóveis retomados.

imóveis retomados
Posts relacionados

Deixe um comentário