Veja o que é INCC e como é calculado

6 minutos para ler

Para todas as categorias de financiamento, existem diferentes taxas, impostos, incidentes e juros relacionados a cada operação. No caso da construção civil, um dos índices principais é o INCC ou Índice Nacional de Custo de Construção. O índice INCC é feito mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas, que fiscaliza o aumento dos custos de insumos que são gerados nas construções habitacionais financiadas. 

Esse índice está no trio dos componentes do Índice Geral de Preços (IGP), dessa maneira, correspondem a 10% de sua composição. O INCC foi o primeiro que oficialmente fez parte dos custos da construção civil no Brasil. Aos poucos, foi se tornando o indicador de custos mais importante na área do território nacional. 

Continue a leitura e entenda melhor sobre os seguintes itens:

●  INCC o que é;

●  Como usar uma calculadora INCC para realizar os cálculos;

●  A influência do INCC na parcela cobrada.

Enquanto uma construção está acontecendo, as parcelas sofrem a correção pelo INCC. | Foto: Freepik.

O que é INCC

O INCC nasceu em 1944 e é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que analisa o mercado de construção civil para chegar à alíquota. A FGV desenvolve, a cada mês, uma pesquisa em sete capitais para realizar o levantamento da alteração dos preços de materiais, equipamentos, serviços e mão de obra. As cidades da lista são: São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre e Rio de Janeiro. 

O INCC, na verdade, se apresentou primeiro como ICC, ou seja, índice de Custo de Construção. Depois, o órgão que também supervisionava esse setor de construção era o IBRE (Instituto Brasileiro de Economia), mas, à medida em que as inovações chegavam nas construções, a necessidade de realizar uma incorporação de mais especialidades na mão de obra e nos produtos do ICC surgiu. Assim, somente em 1985, o cálculo do IGP foi integrado e o ICC tornou-se INCC. 

O INCC é dividido entre três modalidades, confira:

INCC-DI (Índice Nacional de Custo de Construção – Disponibilidade Interna) (H3)

Essa primeira modalidade se refere à modalidade dos custos presentes na construção civil em um período que inclui o primeiro e último dia do mês específico. Sua composição está em 10% do IGP – DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna). 

INCC-10 (Índice Nacional de Custo de Construção – 10) (H3)

Já o INCC-10 condiz com o cálculo referente à evolução dos custos presentes na construção civil. O índice fica entre os dias onze do mês anterior e dez do mês de referência. Constitui 10% do índice IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10).

INCC-M (Índice Nacional de Custo de Construção – Mercado) (H3)

De grande importância, esse terceiro índice envolve o cálculo da evolução dos custos da construção civil entre os dias 21 do mês passado e vinte do mês no qual se refere. Representa 10% do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado). 

Como calcular INCC

O resultado do cálculo do INCC é obtido de acordo com a média considerada por meio dos dados que são coletados nas setes cidades analisadas, como já mostramos por aqui, combinando o sistema de preços com o sistema de pesos. 

Em resumo, o INCC considera todos os valores materiais, sendo eles: equipamentos, serviços e mão de obra. Assim, os materiais se dividem em três categorias:

–        Estruturais;

–        Instalações;

–        Acabamentos. 

A Fundação Getúlio Vargas garante os dados por meio de orçamentos analíticos de organizações que atuam com a engenharia civil. O cálculo em si acontece de maneira simples: aplica-se o índice no saldo devedor. Por exemplo, caso você tenha realizado um financiamento de 100 mil reais, dividido em X parcelas e a primeira delas deverá ser paga no mês de março, você deve aplicar o índice de janeiro do mesmo ano. 

Primeiro, se calcula o saldo devedor corrigido de março, depois multiplica esse valor pela taxa de janeiro e, por fim, soma o resultado com o saldo devedor de novo. Usando o mesmo exemplo, ficaria desta forma:  R$ 100 mil (saldo devedor atual) x índice de janeiro + R$ 100 mil. O resultado será o saldo devedor corrigido. Para ter o valor a ser pago em março, divide-se o resultado pelo número de parcelas. 

A influência do INCC na parcela cobrada

Quando a decisão de financiar um negócio ainda na planta surge, não se cobra apenas um apartamento, mas também a construção do empreendimento do caso específico. Assim, essa obra se torna suscetível a mudanças nos custos dos materiais que serão utilizados, e é nesse momento que o INCC é utilizado para que o devido reajuste do saldo devedor aconteça ao longo dessa fase. 

Para uma melhor compreensão, vamos ao exemplo da construção de uma casa. Antes da obra começar, é preciso realizar o orçamento para ter uma boa visão do quanto será gasto com materiais, além dos diversos equipamentos necessários e, claro, a mão de obra. 

À medida que a obra ocorre, as variações no custo são inevitáveis e acabam acontecendo, fazendo com que haja necessidade de um complemento para a obra chegar ao fim. Da mesma forma acontece com o INCC. A sua principal função é de reajustar o saldo devedor conforme o período da construção do imóvel. 

Vantagens do INCC

Da posição de construtoras, é possível observar diversas vantagens do INCC. Em relação à saúde financeira das empresas do setor de construção, é preciso que tudo seja manejado por alguém capacitado e responsável pelas contas. O profissional precisa saber lidar com gastos, receitas e todo o orçamento. 

Uma das principais vantagens de ser uma construtora que atua com INCC na cobrança das parcelas dos seus projetos é a manutenção do seu poder de compra que vem desde que foi fechado com o cliente. O índice é usado para a proteção dos valores no momento em que um imóvel é financiado, ainda na planta, estando diretamente relacionados à construtora, evitando a inflação nos preços de insumos na área da construção civil, que podem acontecer no decorrer de uma obra. 

maior-outlet-imobiliário
Posts relacionados

Deixe um comentário