Confira quais são as tendências do mercado imobiliário para 2022

7 minutos para ler

A pandemia da Covid-19 modificou e gerou consequências em diversos setores da sociedade, inclusive no imobiliário. É necessário e interessante atentar-se aos efeitos da pandemia não só atualmente, mas também nos próximos anos, já que ela mudou a forma dos mercados trabalharem ao causar novas tendências em 2022.

A crise econômica e a instabilidade política refletem diretamente no funcionamento e no desenvolvimento da sociedade. Por isso, é preciso avaliar como o mercado se comportará daqui para a frente para saber onde investir, afinal, os imóveis continuam sendo um dos investimentos mais seguros e que mais geram lucros para as pessoas.

Neste artigo, vamos te apresentar as principais tendências do imobiliário para 2022 e, para que você entenda o cenário desse mercado, explicaremos, também, qual foi a situação do mesmo ao longo deste ano e quais são as projeções para o ano que vem. Confira.

Tendência do mercado imobiliário em 2022. | Foto: Freepik.

Como foi o mercado imobiliário em 2021?

Apesar de ter sentido os efeitos da pandemia do novo coronavírus, o mercado imobiliário foi o que mais se recuperou da crise. Se em 2020, o valor vendido ficou em  R$88 bilhões, em 2021, as projeções apontam que o valor geral de vendas do país deve encerrar com cerca de R$99 bilhões, segundo a estimativa da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi).

A baixa histórica na taxa Selic em 2020, contribuiu para a recuperação do mercado de imóveis em 2021. Apesar da nova alta anunciada pelo Copom, que atualiza a taxa básica de juros, o setor continua otimista e vê margem para aumento da demanda, pois, mesmo com esse recente aumento, o crédito imobiliário segue baixo, historicamente falando.

Ademais, o nível de atividade médio de construção atingiu 50,4 pontos do terceiro trimestre deste ano, sendo o melhor índice para o período desde 2010.

O isolamento social causado pela Covid-19 influenciou, também, o mercado, dando um novo significado ao lar. Por precisarem ficar muito tempo dentro de casa, a busca por espaços maiores aumentou, assim, o mercado imobiliário conquistou maior relevância, mesmo em meio à crise.

Quais são as expectativas para 2022?

2021 foi um ano surpreendente para o mercado imobiliário. Para 2022, há também uma expectativa otimista, pois, impulsionado por incentivos fiscais por parte do governo, o setor imobiliário segue em projeção de crescimento e recuperação junto à retomada da economia como um todo.

Apesar da insegurança política pela qual enfrenta o país, o mercado de compra e venda de imóveis não deve ser atingido. Em São Paulo, por exemplo, houve um aumento de 16,22% na venda de imóveis em 2021 e, para o mercado imobiliário em 2022, a tendência é que a procura cresça ainda mais.

Entretanto, mesmo que nas projeções a Selic não apareça como um prejuízo para o mercado, é necessário se atentar aos aumentos da taxa de juros, pois até o período das eleições presidenciais, a Selic deve continuar em ascensão.

A Selic é um dos principais fatores que influenciam as taxas de juros de um financiamento imobiliário, que graças à alta da inflação e a uma incerteza fiscal e política, esse índice que mede a taxa básica de juros tende a retornar à casa dos dois dígitos em 2022. Ou seja, mesmo a inflação global e as eleições de 2022 causando incerteza entre investidores, o mercado imobiliário deve ficar ainda mais aquecido nos próximos anos.

As tendências do mercado imobiliário que vão chegar com tudo

Agora que já te apresentamos o cenário do mercado atual e as projeções para o mesmo no ano que vem, vamos te mostrar quais são as principais tendências que vão dominar o mercado imobiliário em 2022.

Essas tendências envolvem a busca por imóveis que apresentem espaços maiores, com áreas de lazer e que pensem no meio ambiente, além de um mercado imobiliário digital. Confira, abaixo, cada uma delas.

Busca por imóveis maiores

Como mencionamos no início, o isolamento social, recomendado pelas autoridades em tempos de pandemia, fez com que as famílias passassem muito tempo em casa. Sendo assim, ter todos juntos em casa reforçou o desejo das pessoas de ter um imóvel maior.

Além disso, muitos continuaram trabalhando e estudando enquanto estavam em casa, demonstrando a necessidade de ter um ambiente reservado para essas atividades. Por esses motivos, a busca por imóveis maiores aumentará em 2022, sendo uma das tendências do mercado imobiliário.

Espaço maior: tendência do mercado imobiliário 2022. | Foto: Freepik.

Alta procura por imóveis com área de lazer

Além de procurar imóveis maiores internamente, a procura por imóveis com uma boa área externa também será uma das tendências para o ano que vem. Entre os pontos de destaque na procura dos compradores, estão as áreas privativas, espaços abertos, jardins e piscinas, uma vez que proporcionam mais liberdade para quem já vai ficar muito tempo em casa ou quer curtir sem precisar sair do conforto de seu lar.

Imóveis maiores e com área de lazer são tendências. | Foto: Pixabay.

Processos digitais e computadorizados

O pós-pandemia promete uma inserção máxima da tecnologia no setor imobiliário, portanto essa é uma das tendências mais importantes que revoluciona a forma como compramos e vendemos imóveis. Assim como o isolamento social contribuiu para novos hábitos como o home office, as pessoas querem cada vez mais comprar imóveis sem sair de casa.

As formas tradicionais das imobiliárias trabalharem dão lugar a uma tendência digital, reunindo pessoas de diferentes lugares em plataformas intuitivas e ferramentas completas para a negociação de propriedades.

O uso de realidade virtual aliado a um atendimento humanizado ganha força e contratos digitais são inseridos nas negociações. Nesse sentido, o conforto e a praticidade andam juntos.

Mercado imobiliário digital é uma das fortes tendências. | Foto: Freepik

Preocupação com o meio ambiente

Se a busca por imóveis que apostam na sustentabilidade já era uma preocupação, a tendência é que em 2022 ela se amplie. Com o crescente aumento das contas mensais, as pessoas buscam alternativas que unem uma contribuição para o meio ambiente e redução de custos com água e luz, por exemplo.

Nesse contexto, a busca por locais com espaços verdes e o uso de materiais recicláveis e lâmpadas de LED são tendências, além disso, sistemas que reaproveitam água da chuva, por exemplo, também são colocados como boas opções para fazer do seu imóvel um lugar mais sustentável.

Mudança de lâmpada é uma tendência para 2022. | Foto: Freepik.

Todos os itens, listados acima, são tendências que prometem vir com tudo em 2022. Para se aprofundar no mercado imobiliário, ficar por dentro das tendências e entender mais sobre imóveis retomados, a Resale, o maior Outlet imobiliário do Brasil, apresenta a 1° plataforma para vendas de imóveis retomados no País. A empresa desenvolve soluções para facilitar operações de financiamento imobiliário com tecnologia  e foco no cliente.

maior-outlet-imobiliário
Posts relacionados

Deixe um comentário