Confira nossas dicas para investir em um imóvel retomado

7 minutos para ler

Afinal, o que são imóveis retomados? Esses imóveis retomados pelo banco são casas ou apartamentos que foram transferidos judicialmente de um proprietário para o banco. Esse procedimento ocorre, na maioria das vezes, porque grande parte das pessoas que decidem se comprometer com um financiamento de imóvel acaba não conseguindo cumprir o pagamento de todas as parcelas. Mas vale a pena investir?

Ao longo deste artigo, você irá descobrir quais as vantagens e dicas de investir em imóveis retomados, além de apurar se realmente vale a pena investir nesse negócio de acordo com as suas necessidades.

Saiba tudo sobre negócios de imóveis retomados. | Foto: Freepik.

Como investir em um imóvel retomado?

​Primeiramente, para investir em imóvel retomado, é importante saber de onde vem a origem do imóvel, que pode ser vinda de um financiamento imobiliário ou até mesmo de qualquer outro financiamento, onde o imóvel tenha permanecido como garantia e posteriormente se encontrou inadimplente. A partir da dívida, o banco que financiar a aquisição do imóvel já pode retomá-lo.

Antes da Resale, a aquisição de imóveis retomados era somente através de leilão. Agora, já é possível adquirir imóveis retomados também por outlet imobiliário, por venda direta. Ainda que seja necessário realizar alguns investimentos em reformas no imóvel conquistado, esse é considerado um processo que costuma valer a pena para quem está em busca de descontos maiores referentes aos gastos posteriores.

Vantagens de investir em um imóvel retomado

​A maior procura pelos imóveis retomados se dá pelo preço atrativo que eles possuem, por conta disso, investir neles pode ser uma boa ideia, ainda que outras questões sejam levadas em consideração antes de realizar esse processo.

A partir da dívida deixada pela pessoa que não cumpriu o pagamento das devidas parcelas, o banco retoma o imóvel e logo pode vender esse imóvel. À medida que esses imóveis retomados são vendidos com mais rapidez, melhores são os benefícios. 

Ainda há a opção de outlet, que é muito mais fácil. Na plataforma, o outlet imobiliário oferece várias opções de imóveis com descontos em um único lugar – o que facilita a procura por imóveis e amplia as oportunidades de negócio.

Será que vale a pena investir em imóveis retomados?

Realizar a compra de um apartamento que foi retomado, acaba sendo vantajoso para aqueles que buscam um imóvel com valores menores, levando em consideração que as instituições financeiras costumam gerar grandes descontos que podem variar entre 40% (quarenta por cento) e 70% (setenta por cento). Apesar de ser um ótimo benefício, algumas questões ainda precisam ser analisadas antes de fechar negócio.

Além de todas as situações vantajosas citadas anteriormente, é bom lembrar que a compra de imóveis retomados pode ser um investimento feito com segurança. Sendo assim, é indispensável a avaliação do valor em relação ao imóvel escolhido, a fim de compreender as leis que se aplicam em situações como essas. 

Diante disso, para aqueles que nunca compraram um imóvel retomado, é aconselhável se informar melhor com um advogado, pois nem sempre acaba se tornando um procedimento tão simples quanto parece e podem surgir várias dúvidas.

6 dicas de tudo que você precisa para investir neste imóvel

​Preparamos algumas dicas e passos essenciais que você precisa saber durante o processo de compra de imóveis retomados. Confira a seguir:

1. ​Consulte se o leiloeiro ou o site de compra é confiável

Primeiramente, confira se a empresa ou site em que está sendo realizada a compra realmente existe e é confiável. Caso seja a primeira vez que está realizando esse tipo de compra, é importante também que o comprador procure um advogado que o auxilie nesse processo!

2. Planejamento

Um bom planejamento é essencial para investir ou para morar no imóvel, principalmente se for adquirir um imóvel ocupado. É importante dizer que, por conta do processo de desocupação, se levará mais tempo para ter posse do imóve. Mas, se for avaliado ser uma bela oportunidade, vale a pena realizar o procedimento de compra ainda que ele esteja ocupado.

3. Fazer uma avaliação em relação às formas de pagamento

​É preciso consultar algumas informações em relação ao estado de conservação em que se encontra o imóvel. Além disso, levantar questões sobre quem é o vendedor e de quem são as responsabilidades dos custos excedentes, como os impostos e taxas de condomínio, é extremamente importante.

Geralmente, o banco utiliza o valor da venda para quitação de despesas que ficam em aberto, contando com o IPTU e condomínio. O pagamento do imóvel deve ser realizado à vista ou através de outras condições de pagamento, dependendo do vendedor. 

4. Visita ao imóvel antes da compra

Não esqueça de ​fazer uma visita ao imóvel antes de efetuar a compra, avaliando as necessidades de reforma e reparos, acompanhado de um técnico da construção civil (caso o imóvel esteja desocupado). Em casos de ocupação, ainda vale a pena visitar o local somente por fora e conversar com os vizinhos. Em casos de investimento, vale a pena assumir o risco de uma pequena reforma interna para a valorização da venda posterior.

5. Realize pesquisas quanto ao preço e defina um valor máximo

​Conheça o valor de mercado do imóvel em que você pretende investir para realizar uma análise e ver se o desconto deste retomado pelo banco compensa o risco de passar por custos jurídicos e com reformas. O valor máximo que você está disposto a pagar é importante na hora de pensar que quanto melhor for a localização e conservação do imóvel, mais interessados aparecerão.

6. Registro do imóvel

No caso da Resale, Outlet Imobiliário, a plataforma já realiza o registro do imóvel e a entrega das chaves para o cliente, de forma 100% digital. Então, o cliente não precisa se preocupar com o processo.

O que é necessário ter para investir neste tipo de imóvel?

Se você está interessado ou se sentiu atraído por algum imóvel e for participar de forma online, é importante avaliar suas opções.

No caso da Resale, os imóveis podem ser comprados 100% por meio da plataforma, que conta com uma assessoria especializada. 

Ainda há outras duas opções: via leiloeiros (sites externos) e imobiliárias (corretores parceiros). Na primeira alternativa, os processos de lance e compra são realizados diretamente no site do leiloeiro, sem qualquer participação da Resale. Já na segunda modalidade, você terá a assessoria de corretores parceiros da Resale, que irão lhe auxiliar no processo de compra.

Na plataforma, é possível encontrar a carteira de imóveis retomados de alguns dos principais bancos do Brasil. Com alguns cliques, você tem acesso a centenas de oportunidades disponíveis para compra diretamente na plataforma ou por meio de leiloeiros parceiros. Seja como for, todas as etapas da compra podem ser feitas de maneira digital: desde a busca até a escrituração. Isso inclui dar autonomia para que o cliente possa fazer propostas, baixar ou enviar documentos pela plataforma.

Ainda tem dúvidas se vale a pena investir em imóveis retomados e quer fazer parte do time de investidores imobiliários? A solução para suas questões está aqui: na Resale! O maior outlet imobiliário do Brasil. A empresa desenvolve soluções a fim de facilitar o processo de compra de imóveis retomados em operações de financiamento, entre outras, com foco no cliente e no mercado financeiro. Para mais informações, acesse o site da Resale.

imóveis retomados
Posts relacionados

Um comentário em “Confira nossas dicas para investir em um imóvel retomado

  1. Essas dicas estão sendo muito importantes.
    Como a Resale e Leiloeiro parceiro, como também corretores e imobiliárias na compra e regularização do imóvel? Tem custo extra ou já está imbuítido na comissão, quando o Arrematante fecha negócio?

Deixe um comentário